10h38

Um dos maiores desafios da administração do Prefeito Victor Doeler é concluir a obra do Centro de Materiais Esterilizados (CME), ter o Hospital Municipal Getuinar D’Ávila do Nascimento realizando cirurgias e fazer com que a saúde volte a ser uma referência na região. Adequar o CME às exigências da Vigilância Sanitária Estadual não foi tarefa fácil e exigiu muito planejamento, mas finalmente o que parecia um sonho, está prestes a ser realizado.

Nos primeiros dias do mandato foi tomada a decisão de iniciar o projeto, para isso foi necessário organização, principalmente financeira. Orçado em R$ 290 mil, o custo da fase inicial baixou para R$ 190 mil com a decisão de utilizar a mão de obra dos servidores do Parque de Máquinas. Porém o valor é mais alto, pois no decorrer do projeto foram feitas alterações, além de somar a parte especializada, que está sendo executada pela empresa Bel Construções, mais a climatização. Mesmo com os cofres da Prefeitura no vermelho, o CME está sendo feito com recursos próprios.

A obra iniciou no dia 14 de fevereiro de 2017, todos os esforços e empenho da administração e dos servidores, que entenderam a necessidade do projeto para São Pedro do Sul, mostram hoje que a estrutura do CME do Hospital Municipal será uma das melhores da região, com aproximadamente 300 metros quadrados de área construída e cumprindo todas as exigências.

Além dos servidores, a empresa especializada, responsável pela parte elétrica, climatização e finalização em gesso também está na obra trabalhando simultaneamente para que o CME possa ser inaugurado até o dia 20 de fevereiro, data prevista para a conclusão.

Para o Prefeito Victor Doeler, concluir esta obra é o seu principal desejo. Ele, que sempre teve a saúde como principal bandeira, não mediu esforços para que o CME fosse construído, dando a possibilidade de o Hospital voltar a realizar cirurgias. No ano em que completa 80 anos, colocar o Hospital em pleno funcionamento é um sonho sendo realizado.