11h12

FACULDADE INTEGRADA DE SANTA MARIA

LIZANDRA DE MORAES FRANCO

 

COMPREENDENDO A PSICOSSOMATIZAÇÃO ATRAVÉS DAS EMOÇÕES

 

Santa Maria, RS 2017

 

LIZANDRA DE MORAES FRANCO

 

COMPREENDENDO A PSICOSSOMATIZAÇÃO ATRAVÉS DAS EMOÇÕES

 

 

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Psicologia da Faculdade Integrada de Santa Maria (FISMA, RS), como requisito final para a obtenção do grau de Psicóloga.

 

Orientadora: Prof.ª Dr.ª Andriza Saraiva Corrêa

 

Santa Maria, RS 2017

 

Lizandra de Moraes Franco

 

 

COMPREENDENDO A PSICOSSOMATIZAÇÃO ATRAVÉS DAS EMOÇÕES

 

 

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Psicologia da Faculdade Integrada de Santa Maria (FISMA, RS), como requisito final para a obtenção do grau de Psicóloga.

 

 

Aprovado em 01 de dezembro de 2017:

 

 

 
 

 

 

Andriza Saraiva Corrêa, Drª. (FISMA)

(Presidente/Orientador)

 

 
 

 

 

Ana Carolina Cademartori, Ms. (FISMA)

(Primeiro Avaliador)

 

 

 

 

 

 
 

 

 

Patrícia Paraboni, Drª. (FISMA)

(Segundo Avaliador)

 

 

Santa Maria, RS 2017

AGRADECIMENTO

 

A Deus que nos criou e foi criativo nesta tarefa. Seu fôlego de vida em mim me foi sustento e me deu coragem para questionar realidades e propor sempre um novo mundo de possibilidades.

 

 

 

 

A somatização é frequentemente encontrada nos diversos serviços de saúde e apresenta controvérsia quanto a sua abordagem, diagnóstica e encaminhamentos para tratamento. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho de conclusão é averiguar, de acordo com a literatura, quais emoções poderiam estar relacionadas a sintomas gástricos e entender o processo de psicossomatização considerando as emoções e esses sintomas. Uma revisão bibliográfica foi conduzida através da busca de estudos nas bases de dados SciELO e PePSIC, sendo que os descritores utilizados foram: somatização; psicossomatização; sintomas gástricos; e emoções. Também foi utilizada uma metodologia de bola de neve, de modo a alcançar o maior número de estudos nesta temática. Como resultados foram encontrados na literatura pesquisada, a conceitualização e o envolvimento da emoção na somatização e psicossomatização. Grande parte dos artigos encontrados tinha seu foco voltado para a forma como ocorrem a somatização (N=24) e a psicossomatização (N=9). Bibliografias citavam a influência das emoções na somatização e psicossomatização (N=5). Entendemos que, para compreender melhor a somatização e a psicossomatização, bem como sua decorrência com as emoções e sintomas gástricos, seriam necessários mais estudos sobre as possíveis relações e correlações destes aspectos no sentido de perceber as controvérsias, identificar o diagnóstico e melhorar o manejo desta condição por parte dos profissionais da psicologia e familiares do indivíduo.

Palavras-chave: Somatização; psicossomatização; emoções.

 

 

Somatization is often found in several health services and it presents some controversy when it comes to its approach, diagnosis, and referrals for treatment. Considering this, the objective of this study is to investigate, according to the literature, which emotions could be related to gastric symptoms and to understand the psychosomatic process regarding these emotions and these symptoms. A literature review was carried out by means of a search for studies in the databases SciELO and PePSIC, using the following keywords: somatization; psychosomatic process; gastric symptoms; emotions. The snowball method was also used in order to reach the largest number of studies on this theme. As a result, the conceptualization and the involvement of emotions in psychosomatic process and in somatization was found in the literature researched. The majority of the papers found focused on the way by which somatization (N=24) and psychosomatic process (N=9) happen. Bibliographies mentioned the influence of emotions over somatization and psychosomatic process (N=5). We conclude that, in order to understand somatization and psychosomatic process better, as well as their consequence with emotions and gastric symptoms, it's necessary to do new studies on the possible relations and correlations of these aspects so that the controversies can be perceived, and also to identify diagnosis and to improve the management of this condition by psychology professionals and the individual's relatives.

 

Keywords: somatization; psychosomatic process; emotions.

.

 

 

 

 

 

 

  1. INTRODUÇÃO................................................................................................................ 7
  2. JUSTIFICATIVA.............................................................................................................. 8
  3. OBJETIVOS..................................................................................................................... 9
    1. Objetivo Geral................................................................................................................ 9
    2. Objetivos Específicos................................................................................................ 9
  1. REVISÃO DA LITERATURA....................................................................................... 10
    1. Somatização............................................................................................................... 10
    2. Psicossomatização.................................................................................................. 12
    3. Estados afetivos e psicossomatização............................................................... 14
    4. Emoções..................................................................................................................... 14
    5. Sintomas Gástricos.................................................................................................. 16
  1. MÉTODO........................................................................................................................ 18
  2. RESULTADOS E DISCUSSÃO................................................................................. 21
  3. CONCLUSÃO................................................................................................................ 24

REFERÊNCIAS................................................................................................................. 26

 

 

 

 

 

1.INTRODUÇÃO

 

Este trabalho de conclusão de curso apresenta um levantamento bibliográfico a fim de compreender asomatização e psicossomatização através da relação entre as emoções, ou seja, entender de que forma os sintomas de somatização e psicossomatização podem se manifestar considerando a origem emocional e não fisiológicas. Baseado em um estudo teórico, realizado através de consultas a revisão bibliográfica, pretende se primeiramente falar sobre a conceitualização de somatização e psicossomatização e a seguir a influência das emoções sobre a somatização e psicossomatização. A somatização apresenta se em forma apenas de sintomas e não a alteração orgânica, porém de origem emocional, ou seja, quando o indivíduo não consegue elaborar uma emoção ou angústia, se manifesta de forma física. A somatização refere se a maneira sentir e de notificar distúrbios e sintomas somáticos não explicados pelos achados patológicos, como modo de expressar se, como parte de patologias como depressão, indicação de uma doença orgânica, e a psicossomatização compreende toda inquietação somática resultante de um fator psicológico que interfere de modo durável na constituição da doença, na psicossomatização apresenta se o sintoma e a lesão, como por exemplo, a gastrite e a alteração orgânica, ou seja, o diagnostico confirmado através de exames endoscópico, ultra cenográfico entre outros.

 

E quanto a influência das emoções sobre a somatização e psicossomatização, considera se que as emoções são de aspectos neurológicos e fisiológicos e estimulados pelo próprio pensamento que envolve as estruturas psíquicas, os que ocorrem dentro do corpo possam estar sob a influência de estímulos internos ou externos sujeitos a se demonstrar na forma de somatização, ou seja, a emoção manifestada no corpo. Por exemplo, pessoas expostas a determinados fatores estressores podem ter um aumento na sensibilidade gástrica, e com isso estar mais suscetível a sentir dores, pois a ansiedade é uma agitação do sistema nervoso central, interfere no funcionamento do corpo e da mente.

 

 

 

 

2.JUSTIFICATIVA

 

A definição do tema proposto deu-se a partir do interesse da pesquisadora ao conviver com familiares e ao atender pacientes em estágio clínico, com sintomas que se acreditam serem de cunho psicossomático, pois não apresentavam correspondente alteração física comprovada. Isso estimulou a pesquisadora no interesse em dar continuidade e ampliação os estudos nesta área. Nestas experiências foi possível observar que os referidos sintomas na maioria das vezes não foram identificados claramente pelos profissionais da saúde, confundindo com outros de aspecto físicos e orgânicos, que, entretanto, não levaram a um diagnóstico preciso, e principalmente, não resolveram a problemática de saúde.

Acredita-se que, devido ao ritmo da nossa sociedade atual, sobrecargas de trabalho, níveis de estresse e excessos de cobranças por resultados profissionais, familiares e individuais, as ocorrências de casos de psicossomatizações são significativas. Ainda sobre as consequências para o trabalho, Morando e Pizzol (2017), nos alertam: “O local de trabalho traz à tona diversas circunstâncias conflituosas, particularmente dúvidas sobre o entendimento de si mesmo edo contexto que envolve o trabalhador. Propicia, assim, o desenvolvimento da psicossomatização [...]”. E prosseguem:

Quando se adota uma perspectiva global, conclui-se que toda e qualquer psicossomatização vai interferir de alguma forma no ambiente de trabalho, variando em graus de complexidade, do ameno ao grave. Os indicadores de saúde são os fatores mais influenciados pela psicossomatização, podendo então aumentar significativamente os gastos ambulatoriais pela constante necessidade de assistência médica. Esse fato caracteriza os indivíduos como passivos trabalhistas para as empresas o que acarreta em prejuízos incalculáveis. (MORANDO e PIZZOL, 2017, p. 12)

 

Percebe se que há em grande números de pacientes somáticos e psicossomáticos recorrendo frequentemente instituições de saúde, com várias queixas físicas, como por exemplo, o indivíduo apresenta dores intensas em algum determinado órgão e despercebe que é de origem emocional, confundindo apenas com doenças de origem orgânica.

 

 

 

3.OBJETIVOS

 

 

3.1Objetivo Geral

 

Esse projeto de pesquisa teve como objetivo compreender a doença psicossomática através das possíveis relações entre as emoções.

 

 

3.2Objetivos Específicos

 

 

  • Averiguar, de acordo com a bibliografia, quais emoções poderiam estar relacionadas com a psicossomatização.

 

  • Entender o processo de psicossomatização considerando as emoções.

 

 

 

 

4.REVISÃO DA LITERATURA

 

 

4.1Somatização

 

Quando vemos um sintoma físico ao qual não encontramos a causa, podemos estar olhando para uma somatização. Freud (1893-1895) menciona que o estudo sobre histerias foram considerados o ponto de partida da psicanálise, ou seja, se começa a pensar em que forma as emoções se manifestas em sintomas físicos. Em 1892, descreve o caso de Srta. Elisabeth Von, como sua primeira análise integral de uma histeria e partindo dessa daí processos todos os movimentos percorridos pelos estudos de histerias. Outro grande movimento das investigações psicossomáticas foi formada pelos integrantes da Escola Psicossomática de Paris, composta entre outros por Pierre Marty de M’Uzan, que tentou elaborar uma teoria da economia psicossomática, referindo se a causa das doenças como também de fator biológico(Santos;Resende,2012) Para Ballone (2004) a somatização é um conceito que não deve ser tratado de forma absoluta como uma categoria específica de diagnóstico, não pode ser entendida como uma doença bem caracterizada da área da psiquiatria. A somatização surge como um sintoma, tanto na medicina como na psiquiatria. Ela é considerada um sofrimento emocional que se apresenta sob a forma de queixas físicas.

Castro, Andrade e Mul